Enganada! Como É Possível Isto Continuar? | Beda#19

10:18


Enganada
Enganada é como eu me sinto! O que o IEFP está a fazer é uma farsa e muita gente não faz ideia!

Em junho fui contactada pelo IEFP para frequentar uma formação de 100 horas de francês e fiquei mega feliz.

Lembro-me de pensar na altura que era muito bom, pois o único curso que tinha frequentado tinha durado apenas 25h.


Se num curso de 25h tinha aprendido toda a iniciação, com 100h ia conseguir sair a dialogar. 

Fiquei mega entusiasmada para começar a formação, com muitas expectativas.

Enganada

Cheguei à formação e percebi desde cedo que aquilo era o "deixa andar":

- A aula nunca começava às 9h. A professora fazia sempre tempo para esperar todos. Resultado? 9h30/9h45.

- Às 10h30 fazíamos um intervalo, que tanto podia ser de 30min como de 1h (muitas vezes).

- Ao fim das 50h de formação ainda não tínhamos aprendido o básico.

- Quando era para fazer um exercício na aula, perdia-se imenso tempo (tipo 30/40 min).

- Saíamos sempre 20/30 min mais cedo.

- Não havia método, planificação nem organização (e isto incomodava-me muito enquanto formadora).

- Havia uma maioria desinteressada na aprendizagem, que estava ali só pelo dinheiro (true story).

Cheguei ao ponto, de com as minhas colegas, contabilizar o tempo que tínhamos de aula efetiva...

Enganada

2 horas de aula efetiva

Sim, leram bem... Dias houve que chegámos a ter apenas 2 horas de aula, e não foram tão poucos como isso.

Tal como me senti enganada, as minhas colegas também se sentiram... Desperdício de tempo basicamente!


"Mas Minnie, a aprendizagem correu bem e saíste de lá à vontade no dialogo, certo?"

Errado malta... Em 100h não aprendi tudo o que aprendi nas outras 25h que já tinha frequentado...

Ou seja, esta dita formação (genial), não acrescentou rigorosamente nada ao que já sabia!


"Ah, mas quem não sabia rigorosamente nada, ficou a saber...?"

Não propriamente... Como referi, havia muita gente apenas interessada no dinheiro que ia receber.

Havia também quem estivesse ali porque tinha de ser, porque há filhos para sustentar, porque tem de ser.

Nestas coisas, normalmente, poucos estão mesmo com o intuito de aprender... É o que o estado oferece.


E sim, isto deixa-me mesmo triste, porque estamos a desperdiçar oportunidades! Estamos a criar estatísticas falsas!

Várias vezes a formadora indicou que não havia "propriamente curricular a cumprir", "que damos o que conseguirmos".

E eu acho que isto é simplesmente uma rebaldaria, um engano, um desperdício de recursos...

É fazer os desempregados (formandos) perder tempo, é estar a pagar a um formador que não tem competências...

E ter formadores com competência no desemprego (como eu estava).

É aumentar números na estatística e não acrescentar rigorosamente nada às pessoas.

Enganada

No final da formação, fizemos uma avaliação e eu escrevi tudo o que eu achava que tinha corrido mal e podia melhorar.

Porque só assim conseguiremos chegar mais longe, não podemos comer e calar.


Será que não haverá imensa gente enganada no que toca a estas medidas estatais?

Também podes gostar de...

23 comentários

  1. Olha se queres que te seja sincera e até porque já estive na mesma situação que tu é que há muita gente que se gosta de aproveitar até porque sou da opinião que trabalho existe, o que não existe é emprego. Se essas pessoas estão tão importadas em sustentar os filhos porque é que são tantas vezes esquisitas com certas oportunidades que aparecem? É preferível estar sentado sem fazer ada e o dinheiro aparecer? É triste :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita que aqui na minha zona não é fácil... envias um CV para um supermercado e se tiveres licenciatura nem te chamam. Lojas de roupa tens de ser linda e magra. Depois qualquer coisa pede N anos de experiência. É complexo, mas ao menos as pessoas que aproveitem as oportunidades que lhes dão, porra.

      Eliminar
  2. Infelizmente muitas destas medidas saem furadas por isso mesmo. Por não haver organização nem controlo rigoroso...

    Beijinhos
    Ricardo
    O Pinguim Sem Asas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há nada... Rigorosamente nada! Há aproveitamento de todas as partes.

      Eliminar
  3. Não conhecia essa realidade embora já se saiba como este país anda. Por acaso já tive para participar numa formação dessas quando estava desempregada mas no entanto arranjei trabalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que não participaste. Só ias perder tempo.
      Beijinho

      Eliminar
  4. Fogo que cena nunca pensei que numa formação fosse acontecer isso
    enfim pessoas que não sabem ser organizadas
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... Acho que o problema é que ninguém fala sobre isto e devia ser falado :/

      Eliminar
  5. do pouco tempo que estive no iefp fiquei muito desiludida. já foi há uns anos mas, nao queria estar parada enquanto procurava emprego, queria fazer uma formação, não havia vagas, disseram para procurar uma entidade privada que pagavam até 500 euros (cheque formação ou lá o que era). encontrei, mas depois não financiavam porque era uma cena do tipo máx 500euros e a formacao tinha de ser no maximo 50h. a minha formação era mais de 100 horas apaesar de custar menos de 500euros. ridiculo. Sem falar no "excelente" atendimento ao balcão, que nunca sabiam nada, nem ajudar em nada. desisti de qualquer ajuda do centro de emprego.


    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma vergonha!!! Depois sabes de casa que recebem RSI, comida do lar, têm carros com fartura e ainda direito a formações sem fim. Beijinho

      Eliminar
  6. O mais engraçado é que isso acontece em todo o lado!
    Já aqui por Lisboa, esses cursos que Seg. Social propõe, são todos uma treta, já tive pessoas que disseram que não iam e no fim não tiveram faltas e receberam na mesmo;
    É estúpido, mas é a nossa sociedade;
    Bj,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, sim! Basta seres amigo da formadora, acredita.

      Eliminar
  7. Já fiz um estágio desse género e acho que só correu bem porque era uma coisa muito específica (autocad). Na sala ao lado, à mesma hora, havia um de higiene e segurança no trabalho e só se ouvia "Podemos fazer uma pausa?", "Podemos ir fumar?", "Podemos sair mais cedo?"... isto tudo dos formandos, enquanto o formador os tentava aguentar como podia, como quem ensina criancinhas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É vergonhoso o que se passa com os formandos adultos deste país.

      Eliminar
  8. Esta medida não é nada uma boa opção. A intenção parece boa, mas ao mesmo tempo é todo um desperdício. A verdade é que também mandam para lá muita gente quase na reforma e achas que vão querer aprender a falar francês?! Vão por obrigação. Não havia necessidade. Podiam perfeitamente fazer com que fizessem ou aulas ou trabalhos que ajudassem a sociedade. Podiam incentivar as pessoas e não desmotivá-las, como muitas vezes acontece...

    _Telma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é mesmo opção, acredita. Não soluciona nada, as pessoas não aproveitam, não usufruem é só querem sair mais cedo e ganhar dinheiro

      Eliminar
  9. A minha cunhada e sogra estão a frequentar (juntas) um curso de informática. Pelo que contam também não corre lá muito bem. Até pessoas que mal sabem ler meteram nesse curso, como se fizesse algum sentido. Para além disso como a minha cunhada esteve num curso profissional de informática muitas das vezes "ensina" coisas aos formadores. A tua história e a delas só prova quão más são estas medidas de apoio. Estes cursos servem, simplesmente, para diminuir o número de desempregados (visto que durante o tempo do curso os formandos não são contabilizados). É uma tristeza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há qualquer seleção, metem tudo para o monte. E depois há quem gostasse de apreender e não pode entrar porque já não há vagas

      Eliminar
  10. Por acaso, nunca fui contactada para fazer dessas formações...
    Tenho colegas minhas, inscritas até depois de mim, que foram chamadas para essas formações! Já lhes perguntei se tiveram que se inscrever em algo ou assim e disseram-me que não! Não entendo nada disto! xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha não fiques triste que não ias lá fazer nada, só perder tempo

      Eliminar
    2. Pois já vi que sim! xD
      Mas existe algum limite de idade para fazer essas formações ou assim?
      É já a 2ª vez que estou inscrita no iefp e a única coisa para a qual me chamaram foi para uma reunião de cerca de 30 minutos onde basicamente explicaram como deveria ser feito um CV! Aff --'

      Eliminar
    3. Isso não te sei dizer, mas quem me dera a mim que só me chamassem para isso, era tempo que tinha poupado xD

      Eliminar
  11. Eu fiz 3 cursos no IEFP de pouca duração e apenas um foi uma total fantochada, como o teu. Tive sorte de ter-me calhado um grupo de pessoas interessadas em aprender e bons formadores. O curso que correu menos bem, foi por inteira culpa do grupo onde eu estava inserida, as formadoras bem que tentavam serem mais dinâmicas e tudo mais, mas tudo o que se sugeria fazer fora do centro era logo nega porque os meus colegas não tinham dinheiro, mesmo a fazer-se de tudo para que os custos fossem os mínimos possiveis.
    Mas eu acho ridiculo o sistema obrigar as pessoas a andar ali, muitas vão para os cursos para não perderem o subsidio de desemprego e é nesse ponto que eu não concordo, as formações podiam ser mais bem aproveitadas.

    Beijinhoos***
    Double Makeup

    PS. se me responderes a este comentário por aqui, diz-me no meu blogue para eu poder vir cá ler.

    ResponderEliminar