Como Fátima É Um Negócio | Visita Do Papa - Crítica

11:32

Como
Hello hello :)
Portugal está por estes dias na boca do mundo!
A dois dias do 13 de maio, tão aclamada data no nosso Portugal, o destino de milhares de pessoas, a pé ou não, é Fátima! Movidos pela fé, movidos pelas promessas, movidos por algo, lá vão os peregrinos e não só a caminho de Fátima para presenciar a visita do Papa Francisco. Nada contra, acreditem. Acho que fazem muito bem.

Mas e o negócio que se gerou em volta disto?


- Alojamento - 
Há muito que se fala que o alojamento em Fátima tinha sofrido grandes alterações ao nível do preço. Nunca pensei foi encontrar o que encontrei... UMA NOITE (de 12 para 13 de maio) está a custar entre 350€ e  4000€. SIM! Uma noite, uma única noite para uma única pessoa e sem sequer ir muito além da cama. 
Amigos, sabiam que quando fui a Palma de Maiorca paguei 250€ por 7 noites, num hotel com TUDO INCLUÍDO? Sim! 7 noites e com tudo incluído!
"Ah mas as pessoas de Fátima estão a tentar ganhar a vida" - sim, claro. Mas sabiam que as pessoas de Fátima ganham dinheiro o ano todo com este negócio (como eu lhe chamo) que é Fátima? Sabim? Sabiam! O que eu verifico não é que as pessoas estão a tentar ganhar a vida, verifico é que estão a aproveitar-se da fé e da necessidade dos outros, isso sim! E é feio!

- Comércio Local -
O comércio local vende tudo e mais alguma coisa sobre Fátima... Livros, estatuetas, velas, terços, medalhas... TUDO o que possam imaginar. Há 50 mil lojas que vendem o mesmo e todas as 50 mil lojas têm lucros. Parece incrível mas é verdade!

- Negócios no Santuário - 
E as velas? Ninguém fala das velas e do dinheiro que as velas dão? E os livros da Irmã Lúcia? Só em 2016 o Santuáro de Fátima vendeu mais de 35 000 livros! E os terços, um dos elementos mais vendidos em Fátima (dentro e fora do Santuário?)...? E as esmolas? Imaginam quanto renderá as esmolas? Não porque é tudo mantido no segredos dos deuses. 

- Pagadores de promessas - 
Sim, leram bem... Esta foi a cena mais ridícula que ouvi relativamente a esta história da fé... Sabiam que há pessoas que se "oferecem" para pagar as promessas dos outros? Sabiam que uma promessa de Lisboa a Fátima (cerca de 130km) fica pela módica quantia de 2500€? Pois...
Mas já agora expliquem-me uma coisa, será que as pessoas que pagam para alguém cumprir uma promessa sua, acham que a estão a cumprir efetivamente?

- Peregrinos - 
Por esta altura são milhares as pessoas que se estão a deslocar a pé a Fátima em peregrinação... Para além de esses também levarem dinheiro ao Santuário há coisas que não entendo...
Todos os anos morrem peregrinos (este ano ainda não ouvi falar de nada), mas todos os anos é vê-los caminhar uns ao lado dos outros fazendo frente aos carros que têm de se desviar e é se não querem matar alguém. E a falta de bom senso impera muitas vezes... Aqui na minha zona (Mealhada), o jardim de uma conhecida loja (JOM) foi deixado com lixo, com roupas com dejetos embrulhados.... Isto é ter bom senso? Onde está o civismo e a fé destas pessoas? Já nem falo na falta de educação! 
(ATENÇÃO QUE HÁ EXCEÇÕES, EU SEI, ESCUSAM DE ME MASSACRAR NOS COMENTÁRIOS, SIM?)

- Visita do Papa - 
É certo que todos estes negócios dão imenso dinheiro, sobretudo os negócios dentro do Santuário cujos montantes se desconhecem e são mantidos em segredo (PORQUÊ?). 
Para a visita do Papa há medidas de segurança altíssimas a serem tomadas pelo nosso país, tudo porque o risco/medo de atentado é gigante. 
Um helicóptero com câmara de alta definição para controlar o trânsito, fluxos de viaturas e de pessoas, 19 câmaras de videovigilância no Santuário de Fátima e na área envolvente, fronteiras fechadas de 10 a 14 de maio entre muitos agentes policiais e outros meios de segurança destacados para esta mega operação. Mas eu tenho uma grande questão...


É O SANTUÁRIO QUE PAGA TUDO ISTO, CERTO?


Parece-me óbvia esta resposta... NÃO! Não é o Santuário e os seus fundos infinitos que pagam isto tudo! É o Estado! Ou devo dizer os contribuintes? Pois... É a tal coisa da fé... Há muita fé e muita falta de senso também.

Como

E eu deixo a questão... Tanta gente devota, tanta fé e... Tanta pobreza! Não haverá dinheiro nestas instituições (mais do que suficiente) para ajudar tanta gente? Sabendo que o Vaticano é riquíssimo, não há? A fé move muita gente e move MUITO DINHEIRO, mas depois há coisas fundamentais a faltar!

Despeço-me de vocês com outra grande questão...


PARA ONDE VAI O DINHEIRO?


A quem vai ver o Papa, boa viagem, caminhem em segurança e vão realmente movidos da vossa fé, da vossa boa educação, do vosso civismo e aproveitem o momento, uma vez que é muito raro termos o Papa por estas bandas.

E pronto, foi mais um texto de refleção da minha parte... Lembrar que é a minha opinião, que são factos e que entendo perfeitamente que nem toda a gente concorde, mas vamos ter moderação nos comentários pfv.

(Isto tudo só para dizer que o Papa faz bem em vir a Portugal, fazem todos bem em ir vê-lo e contribuir para o negócio. Eu cá vou ver o jogo do Benfica que se ganhar é campeão! E até já estou a imaginar a malta com uma vela na mão e um cachecol na outra (ahaha). Sigaaaaa)

Também podes gostar de...

15 comentários

  1. Isto é tão verdade! Mas infelizmente é o que temos. Todos os pretextos são bons para fazer negócio e dinheiro, independentemente do resto.
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ResponderEliminar
  2. Confesso que tudo isto também me faz muita confusão. Muita mesmo. Respeito e compreendo as questões de fé, e acho muito bem que cada um a cumpra como achar melhor, e que se façam estas cerimónias, mas tornar tudo isto num negócio parece-me muito incorrecto. A dos pagadores de promessas então...mas lá está. É o problema de muitos praticantes: dizem-se cristãos porque não querem ir para ao inferno ou sei lá onde, não porque acreditam verdadeiramente nos bons valores que isto nos pode trazer.

    A única coisa que me parece bem no meio disto tudo são as medidas de segurança: sei que são os meus impostos a pagar isto, mas dado o estado do mundo e a quantidade de gente que estará presente em Fátima no Sábado....bem, não queremos desgraças, esperemos que corra tudo bem!

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. A igreja é uma das instituições, supostamente não lucrativa, mais rica do Mundo. Claro que a riqueza se ia num instante se apenas deres às pessoas o que lhes falta. O problema está de raiz, dever-se-ia investir fundos para educar e ensinar. Algumas freiras em África dão aulas porque acreditam que educar é essencial, o que concordo.
    Agora que é um exploração claro que sim e só se mantém porque as pessoas compactuam.
    É ridículo ser o estado a pagar quando a igreja teria fundos mais que suficientes...

    ResponderEliminar
  4. Já tinha pensado nisto tudo e é verdade se formos a pensar friamente. Mas depois também há a fé, e há muitas vezes o desespero e a necessidade de nos agarrarmos a alguma coisa.
    Concordo quando dizes que somos nós que pagamos isto tudo quando o Vaticano é das instituições mais ricas do mundo, assim como concordo quando dizes que tanto dinheiro na igreja e tanta pobreza por ai. Isto sim é uma contradição enorme. Como muitas que há na igreja.

    Quanto a mim, não me enfiava em Fátima no dia 13 por nada, tal é a probabilidade de alguma coisa de mau acontecer. Ainda ontem conversava isto com o meu namorado, basta que haja um arrebentamento de um balão ou algo que ecoe mais um bocado para as pessoas achem que é um disparo e comecem todas a correr.

    Quanto aos peregrinos, acho que já era tempo dos caminhos de Fátima se assemelharem aos caminhos de Santiago e estarem bem sinalizados e serem feitos maioritariamente por zonas de montes e em linhas de água. Para o bem de todos seria o melhor.

    Um beijinho e parabéns pelo excelente post.

    ResponderEliminar
  5. Assino por baixo. Só de pensar na venda de latas com ar de Fátima... Enfim.

    ResponderEliminar
  6. É verdade que com esta história toda da visita do Papa se esteja a gerar uma onda de negócios que muitos deles não fazem sentido nenhum... desde que vi venderem frascos com ar de Fátima que já nem sei o que dizer! Chocante :)

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Tão verdade! Mas não é só Fatima infelizmente, todas a religiões do Mundo são um negócio que se aproveitam e aniquilam as pessoas até ao infinito.
    Quando estive na India e vi pessoas tão pobres a oferecer as suas 10 rupias a Shiva fiquei chocada. Cada um faz o que quiser com o dinheiro mas toda a gente sabe que o Vaticano é o mais rico do mundo em materiais. E depois venham-me com tretas que há pessoas a morrer à fome, rezem por essas pessoas, pode ser que caia um pedaço de pão do céu (desculpa não consegui conter-me).

    Bom post e já agora bom jogo!
    Viver a Viajar

    ResponderEliminar
  8. Sem nada a acrescentar! Finalmente alguém que vê as coisas como elas são... Cá em casa ninguém percebe isso -.-
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  9. Gostei bastante deste post e acho que falaste em todos os pontos essenciais.
    Sou cristã e católica, envolvo-me em muitas coisas pois levo muito a sério a importância da comunidade para a fé e simplesmente abomino a frase "eu tenho a minha fé" no que toca a dar desculpas.
    No entanto, reconheço os defeitos da instituição religiosa onde estou inserida e Fátima é para mim um assunto que me causa curto-circuito :P.

    Não tenho posição quanto às aparições no sentido que não sei se acredito mas sinceramente isso é indiferente para mim. Nunca fui ao santuário de Fátima a pensar nas aparições, fui sempre por ser um lugar onde gosto de estar e me sinto bem.

    Infelizmente (ou felizmente) não me consigo abstrair dos pontos que indicas-te e a questão das promessas é, para mim, fraturante. Já fui a Fátima a pé com o meu grupo de jovens mas nunca com promessas, parece que estamos a jogar com Deus "olha, se me fizeres isto eu dou-te isto". Respeito quem o faz mas para mim não dá. Quando vou é apenas pela vivência e convívio com as pessoas de quem gosto e que acreditam no mesmo que eu.
    Quanto aos pagadores acho que é simplesmente ridículo.

    Bem, aqui fica um mega comentário e não me alongo mais para não deixar aqui alta texto :)
    Beijinhos

    P.S.: Desculpa e obrigada por teres aturado uma estudante embriagada nesta semana em Coimbra. Quem não vai aos treinos é assim :D

    ResponderEliminar
  10. No inicio do ano vim morar para fátima por questões de trabalho e acho que nunca me arrependi tanto na minha vida. Primeiro são poucos ou raros os sítios que não tenham uma ligação com a religião, segundo não nenhum sitio para passear com a crianças, a não ser ao santuario. as pessoas daqui são muito beatas, mas são umas valente falsas. A quantidade de dinheiro que circula por aqui é ridícula e com a visita do papa meu deus! O pior disto é que estou no meio da confusão e não vou conseguir fazer a minha vida normal nestes dois dias!
    Não quero fazer publicidade mas escrevi 8 coisas sobre estes dois dias (http://www.bydezassete.com/2017/05/8-coisas-sobre-fatima.html) em que falo a agua de fátima (roubalhices)

    Beijinhos,
    Dezassete

    ResponderEliminar
  11. Não fazia ideia que isto estava a ser tão absurdo confesso. Acho muito bem que as pessoas tenham a sua fé, mas têm de perceber quando dizer que já chega!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
  12. Qualquer coisa, hoje em dia, é motivo para fazer dinheiro. Há muito aproveitamento da fé, da necessidade, de tudo. Pensar muito nisso só causa revolta...

    ResponderEliminar
  13. Realmente gerou-se um negócio tremendo em algo que deveria ser apenas relativo à fé de cada um.

    ResponderEliminar
  14. Isto é tão verdade, infelizmente. Tudo é bom para fazer negócio em Portugal!

    A Marca da Marta

    ResponderEliminar
  15. Eu gosto, mas acho tudo um fanatismo.

    Um beijinho no coração e bom fim de semana!

    Diamonds In The Sky, Daniela Silva

    ResponderEliminar