Como Assim A Sociedade Não Nos Leva A Sério?

09:00

Como

Hello hello :) 
Num país de "Dr's", a sociedade não nos leva a sério! Esta foi a conclusão que tirei nas mais diversas situações da minha vida e hoje falo-vos de uma delas, aquela que me deixa mais desconfortável.

Ando num dentista bem afamado da cidade de Coimbra. Entro, apresento-me para consulta, sento-me e ouço: "Dr. Filipe, vamos entrar?", "Engenheiro Pedro, vamos entrar?", "Professora Margarida, vamos entrar?", "Dra Maria José, vamos entrar?" e assim sucessivamente. Chega a minha vez e ouço: "Ana Rita Cortez, vamos entrar?". Levanto-me e sinto-me, no meio de tantos títulos, a ralé lá do sítio! Levanto-me sob os olhares atentos dos "engenheiros, drs, professores" e o diabo a sete, entro no consultório e por lá fico.

A situação acontece sempre que vou ao dentista, pelo menos uma vez por mês, e uma vez por mês venho de lá a sentir-me a ralé, porque TODA a gente tem um título menos eu.

Hoje em dia todos são doutores, todos são engenheiros e professores, hoje em dia todos se fazem valer de um título como se mais nada tivessem para se fazer valer.

Como

Quando me apresentei naquele dentista, apresentei-me sob o meu nome, afinal é por ele que me identifico, certo? Pois... Estava longe de imaginar que seria a única pessoa ali, no dentista chique, que não teria um título. Se pagamos todos os meses? Sim! Se devíamos todos ser tratados da mesma maneira? Sim! O problema é que neste país em que as pessoas exibem orgulhosamente o título de doutor, engenheiro, professor entre outros, aqueles que como eu não se intitulam de tal ficam mal vistos. Incompreensível eu sei.

A minha posição é simples... Qualquer pessoal que tenha um curso superior é intitulada de "Dr.", eu tenho uma licenciatura e um mestrado e EM NENHUMA SITUAÇÃO me intitulei como tal. Sabem porquê? Porque para mim "Dr." é o médico e aqueles que têm doutoramento.

A grande conclusão que eu retiro desta situação (e de outras que acontecem na minha vida) é simples: a sociedade não leva a malta nova a sério! A nós ninguém nos intitula de "Dr." nem de nada! Somos só a "geração rasca" como nos intitularam há uns anos. Não faço questão realmente que me intitulem de tal mas também não vou admitir mais que não me atribuam um título em sítios onde TODOS têm titulo! Não sou menos do que ninguém, não têm de me rebaixar!

Como

E desse lado, já sentiram alguma vez que vos rebaixaram/desvalorizaram? 

Como reagiram? Como encaram tudo isto?

Também podes gostar de...

16 comentários

  1. Fruto da minha profissão, por norma as pessoas tratam-me por Dr. Ricardo. Sou sincero: não é coisa que faça questão. O meu nome é Ricardo e acho ridículo e um desespero de chamar a atenção aquelas pessoas que se apresentam com o título atras. Malta nova também tem esses títulos. Malta nova também é competente. Malta nova também sabe ser profissional. Claro que já excepções mas para que é que há pessoas que fazem questão de mudar os títulos? Para se sentirem bem com elas mesmas? Para o seu ego estar constantemente alimentado? Para mostrar veementemente que são arrogantes e se julgam superiores a alguém?

    Incompreensível e ridículo para dizer o mínimo...

    Beijinhos
    O Pinguim Sem Asas

    ResponderEliminar
  2. Fogo que cena mas sabes uma coisa tens toda a razão
    a mim nunca aconteceu mas acho isso
    mas nem sei que diga
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  3. Nunca tive nessa situação, mas muitas pessoas não me levam a serio, porque tenho cara de menina.. mal eles sabem que tenho 30 anos! Aconteceu quando estava atender uma mãe, (achou ela por ser nova e com pouca pratica) pediu para falar com o responsável, porque pensavam que não tinha capacidade de resolver aquele assunto (que afinal de contas era uma coisa simples). Julgam pela aparência.. Uma coisa que odeio (é olhar-me de cima a baixo!) as pessoas não me levam a serio. Há pessoas mais novas do que eu, chamam-me "menina"!!

    ResponderEliminar
  4. Assim que me licenciei, tive de renovar o meu cartão multibanco e na altura perguntaram-me o grau académico e perguntaram se eu queria por antes do nome Dra. Eu fiquei... wtf?! Eu sou só a Rita, chega bem. É exatamente como tu que penso, não tenho que ter um adereço quando tenho um nome, ainda que tenha algum grau académico. Mas já me aconteceu muitas, muitas vezes, principalmente quando trabalhava em call-center; era coisa para me deixar em lágrimas ver o esforço dos meus pais que me pagaram os estudos enxovalhado daquela forma. Hoje em dia os call-centers são um posso de pessoas formadas e bem formadas, se é que me entendes e não é por isso que têm de ser tratadas de diferente forma. E podia comentar muito mais mas deixei aqui este exemplo que já é o bastante para sublinhar que concordo contigo!

    ResponderEliminar
  5. Por acaso nunca me aconteceu uma situação do género mas sei que existem muitas infelizmente! É o país que temos!

    A Marca da Marta

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente isto acontece e muito, para mim ninguém é mais que ninguém, mas há muita gente que se faz valer dos títulos para se mostrar importante e se sentir superior aos outros que não têm cursos superiores. A mim também ninguém me chama Dr.Catarina apesar de ter um curso superior e uma pós-graduação, eu também não quero isso, no CC está Catarina e ponto final. Mas como sou nova, estou desempregada e nunca exerci nenhuma profissão na minha área de formação para a sociedade sou vista como uma pessoa banal sem importância e onde não transmitem qualquer tipo de confiança à geração mais nova.
    E neste momento sinto que sou mesmo desvalorizada, eu estou a tirar uma formação que me foi proposta pelo centro de emprego e estou a estagiar numa instituição onde o diretor tem o mesmo curso que eu, por acaso até tirou na mesma universidade, estamos os dois em pé de igualdade, ele é o Dr.X e eu a Catarina, tudo bem que não estou a desempenhar as funções da minha formação académica, mas não ficou desqulificada por isso, acho eu! Ironia do destino!

    Beijinhos Rita!

    ResponderEliminar
  7. Como eu não ligo a títulos se isso me acontecesse eu achava-os uns snobs... Aqui não acontece nunca! Nem com o meu chefe e quem tem Doutoramento. Dr é o médico e quem tirou um Doutoramento e nem sequer há necessidade de aclamar aos 7 ventos... Enfim, respira fundo e "caga nisso"

    ResponderEliminar
  8. É ridículo mas infelizmente é a sociedade que temos :/
    Tens de começar a pedir que te tratem também por Dr ahah

    ResponderEliminar
  9. Eu tenho apenas o ensino secundário e nunca me senti inferiorizada por isso. Acho que é esta a sociedade que nós temos, que vive muito de aparências, do que tens e não tens, nada de novo. O que me define é o meu nome e dificilmente admitiria que me tratassem por doutora, tivesse eu o curso que tivesse :)


    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
  10. Ui! Constantemente! =\ Ui! Fogo... nem vou contar para não me chatear! hahahaha

    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar
  11. Penso exactamente da mesmo forma e esta sua frase, que eu super uso e abuso, diz tudo: "Dr." é o médico e aqueles que têm doutoramento.
    E tenho dito!
    *-*

    ResponderEliminar
  12. Rita, já pensaste que se calhar não és tu que tens que te sentir ralé?

    Não te deves sentir ralé por não te atribuírem um título no meio de todos os outros títulos. Quem se deve sentir mal é quem precisa dessa muleta para se sentir valorizado e/ou reconhecido na sociedade.

    Compreendo a tua indignação relativamente ao facto das pessoas se apresentarem dessa forma... Mas acho que nunca deves referir que te sentes ralé - tu, que até tens (e o que importa é TU saberes que o tens) um mestrado sentes-te assim, como se sentirão então aquelas pessoas que, por diversas circunstâncias da vida, não tiveram oportunidade de prosseguir estudos?

    Tu é que estás correta. Nunca te sintas inferior por isso :)

    ResponderEliminar
  13. Infelizmente é o que temos no nosso país... independentemente de ter um elevado grau académico ou não, todas as pessoas deveriam ser tratadas de igual forma.
    Um país tanto precisa de um médico e de um engenheiro como também de um canalizador, de um jardineiro, por exemplo. Vai daí que todos deveriam ser tratados pelo primeiro nome e ponto :)

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Eu trabalho num consultório médico e no início o meu patrão queria que eu tratasse os doentes pelos títulos (como no teu dentista) ... Como é óbvio nunca o fiz, a não ser com médicos, que o 'dr' vem sempre à frente!

    ResponderEliminar
  15. Concordo plenamente 😀
    www.omundodapaulinha.com

    ResponderEliminar
  16. Eu gostava de achar que o preconceito com os Dr's de tudo e mais alguma coisa tinha acabo. Nem percebo porque é que num dentista a pessoa é chamada pela sua profissão, simplesmente ridículo. Enfim, é a sociedade que temos...
    Pela ordem de ideia deviam ter-te chamado "Mestre", afinal também tens grau académico. É uma pena as coisas ainda funcionarem assim.
    Pode ser que um dia as mentalidades mudem de vez.

    Beijinhos

    www.amorasara.blogspot.pt

    ResponderEliminar