POLÉMICA: VEGETARIANO|VEGANO

09:00


Hello hello.
Desde sempre se ouviu falar em vegetarianismo, no entanto, a primeira vez que eu ouvi falar deste termo foi no 7º ano, numa aula de inglês. Vegetarianismo, veganismo, ovolactovegetarianismo e outros termos, entraram pela primeira vez no meu vocabulário. Percebi que havia pessoas com opções alimentares diferentes, percebi o porquê e ponto, continuei a minha vida normalmente.
Nunca tive amigos diretos cujas opções alimentares se pautassem por estes estilos de vida.

Como disse, segui a minha vida, raramente ouvia falar deste tipo de escolhas alimentares (ou devo dizer estilo de vida?). Acontece que de há dois anos para cá, parece que as escolhas alimentares, nomeadamente o vegetarianismo e o veganismo, são moda e toda a gente opta por estes estilos de vida.
Bom, antes de mais, deixo-vos aqui com uma imagem que distingue os dois estilos:
Não tenho absolutamente nada contra as pessoas que seguem este tipo de alimentação, no entanto há algo que me anda a chatear muito!
Falando de youtubers, bloggers e outros influenciadores digitais... De um momento para o outro, meio mundo decidiu adotar este estilo de vida, até aqui nada contra. O problema é que de um momento para o outro temos instagrams, facebooks, blogs e canais de youtube cheios de fotografias do que comem, frases inspiradoras como "se amas uns (animais), porque comes outros?", longos textos sobre consciência, snaps e snaps (longos minutos) a falar destas escolhas e de como TODOS devíamos começar a tê-las na nossa vida...

PAROU!

Aqui é que a história se torna negra para mim! Eu não me importo nem me imponho sobre o tipo de alimentação de ninguém, agora não tolero aquelas pessoas que nos querem incutir que não devemos comer as vacas porque são nossas amigas, ou que não devemos utilizar maquilhagem testada em animais porque coitadinhos, ou ainda que e somos criminosos por comer frango de aviário (que são alimentados de forma excessiva para que engordem e sejam vendidos) e blá blá blá.

Epá, sim, estou consciente de tudo isso, estou consciente de tudo o que defendem, acho muito bem que lutem pelo que realmente acreditam, agora já chega de tentar, quase que, obrigar as pessoas a seguirem esses estilos de vida também.

Eu respeito toda a gente e por isso agradeço que me respeitem também. A nossa liberdade termina onde começa a liberdade dos outros. Podemos ter ideias, podemos lutar pelos nossos ideais, mas jamais temos de achar que as nossas escolhas é que são certas e como tal os outros têm de segui-las.

Outra coisa que me enerva muito, e aqui falo de 2 ou 3 youtubers em específico (não sei se também já as notaram), são as pessoas que dizem que sim, tornaram-se vegetarianas, que sim, agora é que vão melhorar a vida delas e ter uma vida muito melhor, mas à primeira oportunidade que têm comem rodízio de carne porque era o aniversário de um amigo, bebem leite com chocolate porque estavam com saudades ou comem carne porque não havia opção... E isso para mim é serem falsos vegetarianos (ou wtv), é serem-no por sensacionalismo, porque dá views, porque as pessoas agora vêem muita coisa sobre esse tema. E eu acho que são só hipócritas e isso enerva-me mesmo!

Sejam lá vegetarianos (ou outro qualquer conceito à vossa escolha) à vontade, mas respeitem os outros. Só assim conseguirão que vos respeitem também. E já agora, sejam-no à séria, não da maneira que muita gente está a ser, sensacionalista.

Há vegetarianos desse lado? Há por aí quem se sinta como eu?
Beijinho*

Também podes gostar de...

65 comentários

  1. Olá! Concordo com aquilo que disseste e não concordo. É verdade sim, parece que se tornou uma moda, mas na minha opinião, mais vale uma moda de vegetarianos/vegan do que outra moda qualquer. No entanto como há bastante curiosidade acerca do assunto é normal que as pessoas/bloggers/youtubers partilhem mais o seu estilo de vida. É como ser de beleza e falar sobre maquilhagem. Não acho que ninguém anda a impingir nada a ninguém. Nem sei de que youtubers estás a referir em especifico, mas se é realmente assim é não dar crédito a essas pessoas, mas também não se pode pôr tudo dentro do mesmo saco.
    Beijinhos

    www.andreiapereirablog.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque é mais vale uma moda vegetariana do que outra qualquer? Isso não está correto. Se me disseres que mais vale ser vegetariano que drogado, concordo, agora se me disseres que mais vale ser vegetariano do que seguir a moda dos batons matte (atenção que é só um exemplo do que quero dizer), não. Prefiro usar batons matte.
      É normal se falar disso, tens razão. O que eu enfatizo é a questão de serem falsos vegetarianos só para views e likes.
      E sim, andam a impingir. Basta seguires 3/4 nomes que percebes que te estão a impingir.

      Um beijinho e obrigada pelo comentário :)

      Eliminar
    2. Estava a falar mais do sentido é melhor ser vegetariano que drogado :) mas atenção, também não concordo que utilizem isso só para views e likes, é ridículo...

      Eliminar
    3. Porque a "moda" vegetariana provoca menos impacto no ambiente e na saúde. Se, por um lado, vivemos uma crise ambiental sem precedentes e, por outro, vivemos uma crise economico-social que põe em causa o acesso generalizado ao sistema de saúde, todos aqueles que façam escolhas no sentido de minimizar esses estragos são de respeitar.
      “In particular, if the world were to adopt variations on three common diets, health would be greatly increased at the same time global greenhouse gas emissions were reduced by an amount equal to the current greenhouse gas emissions of all cars, trucks, planes, trains and ships. In addition, this dietary shift would prevent the destruction of an area of tropical forests and savannahs as large as half of the United States.”
      https://ourworld.unu.edu/en/new-research-says-plant-based-diet-best-for-planet-and-people

      Eliminar
    4. Cristina, estás-te apenas a esquecer de que o solo não é capaz de produzir no mundo o suficiente para sustentar 7 mil milhões de pessoas sem recorrer a fertilizantes ou sementes geneticamente modificadas...
      É um pormenor.

      Já agora, o post promove o respeito de opiniões :) Ou melhor, fala sobre a falta dele.

      Eliminar
    5. Não me esqueci disso, pelo contrário, temos de nos lembrar que a pressão para usar fertilizantes, OGMs e a desflorestação é para alimentarmos 70 mil milhões de animais que criamos anualmente para abate.
      Foi exatamente por entender que o post pretendia promover a diversidade de opiniões que opinei :)

      Eliminar
    6. Claramente não percebeste o post... O post não pretendida promover a diversidade de opiniões... Pretendia mostrar que há uma linha que separa os dois mundos e que eu, como muita gente, estou farta de ouvir os vossos argumentos. Não pertendo ser vegan/vegetariana, sim estou informada e continuo a não pretender. Dá para entenderem isso?

      Eliminar
  2. ahahah graças a deus que alguém notou o que eu já notei. E sim, acho um bocado ridículo estas modas que vão pegando e apregoando. E acho engraçado como de dia para o outro a pessoa acorda e vira vegetariana. Há uma em especifico que me apercebi e que me fez confusão. Ma lá está isto das youtubers tem muito que se lhe diga, porque algumas começaram tão bem e agora espalham-se tanto!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Miga, sua louca", achas que eu é que não ia reparar nisso? Ahah :p
      Já desde julho que ando nesta saga de perceber isto.
      É triste. No fundo fico só com pena delas.
      Sim, algumas começaram tão no topo, eram tão boas e elas é que estavam certas e agora até leite com chocolate bebes com saudades.
      LOL

      Beijinho <3

      Eliminar
  3. Nada contra mas uma pessoa quando adopta um estilo de vida ou um regime alimentar, tem que ser coerente e assumir. Não é à primeira oportunidade deixar de acreditar no que a levou a mudar só porque sim.

    Adorei o teu ponto de vista, adoro a tua sinceridade e frontalidade. Penso que faz falta "abanões" deste género para que as pessoas acordem para a vida e deixem de assumir posturas só porque é moda. Haja personalidade, haja carácter. Há que assumir. Há que defender naquilo que acreditam e nunca na vida tentar incutir/obrigar outra pessoa a adoptar esse estilo de vida. Aconselhar/falar sobre ele sim. Mais do que isso é ridículo e desrespeitoso.

    Obrigado Rita por este texto!
    Beijinho
    Ricardo, O Pinguim Sem Asas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com o teu primeiro parágrafo, totalmente. Não tenho absolutamente nada contra, agora não gosto cá é de falsos moralismos.
      Obrigada pelas tuas palavras. Por aqui tenho um lema "ser sempre sincera". Tudo o que coloco no meu blogue é sincero e tem o objetivo de mostrar realmente o que penso e o que sou :)
      Sim, aconselhar e falar sim, impingir não. Não tenho paciência para isso.
      Um mega beijinho Ricardo <3

      Eliminar
  4. Eu concordo contigo, cada um é livre de fazer as escolhas alimentares que quiser e isso não quer dizer que tem que impingir que as pessoas que rodeia, também têm que o ser. Eu confesso, que já quis seguir este rumo, deixar a carne para trás.. (não bebo muito leite, por isso era indiferente), os ovos é naquela..
    Cheguei a fazer 1 mês, sem carne, mas por outro lado comia só peixe: http://alebanac.blogspot.pt/2015/06/maynomeat-in-out.html - e não andei a pedir à minha familia ou namorado para deixar de comer carne.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim o que me enerva mesmo é aquela cena do "ai não comas os animais que eles são nossos amigos". Então e se eu decidir defender que as plantinhas são nossas amigas e também não quero que as "matem"? -.-
      Epá tem de haver bom senso para tudo.
      Beijinho

      Eliminar
    2. Se, de facto, quiser sinceramente salvar plantas, deixar de comer animais faz todo o sentido, pois a maior parte das plantações agrícolas são para fabricar rações para os animais que consumimos.

      Eliminar
    3. E se eu não quiser salvar nada e quiser apenas comer, descansada da minha vida sem ouvir estas postas de pessoas que não conseguem perceber que a liberdade de uns termina onde começa a dos outros?

      Eliminar
    4. Mas isso é o mundo em que vivemos. Todos têm o direito à sua opinião, por isso, não podendo silenciar os que pensam diferente de nós, restam-nos duas alternativas: a) não lhes ligamos nenhuma; b) testamos as nossas convicções com base na argumentação.
      Pelo que percebi, ninguém te impediu de comer, por isso não houve qualquer restrição à tua liberdade; no entanto, tentarmos impedir alguém de se expressar só porque não concordamos com o conteúdo, já seria um atentado à liberdade de expressão, certo?

      Eliminar
    5. Se quisesse impedir alguém de se expressar não aprovava comentários ;) Como aprovei não sei ao que te referes

      Eliminar
  5. não tenho nada contra as pessoas que seguem esses estilos de vida, nem nada contra a que o partilhem mas é diferente partilhar "x receita é saudavel" ou "com esta comida nao vais para o inferno"! pessoalmente tento ter um estilo de vida saudavel e evito algumas coisas como o porco que é das piores industrias, mas tambem temos que ter em atencao a coisa que eu acho que essas bloggers/youtubers se esquecem: para ser vegan/vegetariano é necessario uma certa capacidade financeira, nao é so querer ser, sendo sinceros porco é barato e tofu (ou outra coisa qualquer) nao, nao podem tentar implementar isso em todas as familias.

    www.lavitainrosaa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente. Eu até gosto de ver o que partilham, o que me enerva mesmo é essa questão do "naão comam as vaquinhas, são nossas amigas, vai para o inferno"...
      E sim, tens toda a razão nessa questão do ser caro. Por vezes falam e nem pensam que há pessoas a viver com menos de 1€ por dia.
      Beijinho RIta :)

      Eliminar
    2. Os vegetarianos não precisam de comer tofu. A base da alimentação vegetariana é leguminosas, cereais e fruta. Há coisa mais barata do que favas, ervilhas, grão, feijão, arroz, aveia ou massa?

      Eliminar
    3. Eu como tudo isso mas também como carne. Pronto. É fácil, barato e não há nada como RESPEITAR os outros :)

      Eliminar
    4. E estás no teu direito, o que deve ser assumido com frontalidade e sem desculpas.
      Eu limitei-me a esclarecer o que foi apresentado como justificação sem fundamento real. :)

      Eliminar
  6. É isso é hoje em dia andar tudo no ginásio 😑

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andrea já há muitos anos que há pessoas a frequentar ginásios. Sempre houve. O ridículo e colocarem fotos de tudo e mais alguma coisa dentro do ginásio. E publicam fotos todos lindos e maravilhosos com a cara impecável e nada suados "depois de um treino puxado". Eu quando vou ao ginásio treino. Não tiro fotos. Não desperdiço o meu tempo de ginásio a tirar fotos e publicar. Pior: colocar fotos todo lindo e dizer que é depois de um treino. De pois de um treino eu estou vermelho, suado, cabelo colado na testa e sem paciência para fotos. Se reparares as fotos dessas pessoas apresentam sempre uma pessoa impecavelmente bem... um bocado hipocrita não?

      Eliminar
    2. Acho que o problema não é andar tudo no ginásio é as fotos que tiram, as frases super motivacionais e o "és gorda porque queres". Como se ir ao ginásio fosse à borla e todos tivéssemos capacidade financeira para andar lá.
      Enfim.
      Beijinho*

      Eliminar
    3. Concordo contigo Ricardo.
      Beijinho*

      Eliminar
  7. Concordo contigo!
    Há uns anos atrás ninguém se importava com a alimentação de ninguém, hoje em dia vai a uma livraria é só ver livros e revistas dedicadas à dieta Vegan ou vegetariana.
    Eu não tenho nada contra quem pratica este estilo de vida, nada mesmo! Mas que não me impinjam a mim esse estilo de vida.
    Estamos na era das sementes e do tofu. Na era dos especialistas em nutrição, mas não é uma nutrição qualquer, é uma nutrição que envolve sementes de chia, quinoa, soja, entre outros que ninguém (em Portugal pelo menos) consumia ou conhecia até há poucos anos atrás.
    Como carne, e depois? Também me querem apedrejar em praça publica como se fazia antigamente? xd

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Guilhotina :p
      É esse o meu ponto de vista.
      Beijinho*

      Eliminar
  8. Posso dizer que também não sou contra a que segue essa vida cada um sabe de si
    mas respeito que segue essa vida
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exato. E se toda a gente agora decidisse virar contra eles... Ui

      Eliminar
  9. Estava eu em Belém a almoçar com algumas colegas de curso (no último dia de uma visita de estudo) quando na esplanada do restaurante passa um senhor a tocar acordeão enquanto um pequeno cão segurava um pequeno balde na boca. Como estas coisas me afligem grandemente comentei "opah detesto ver este tipo de coisas. coitado do cãozinho" uma das minhas colegas (pessoa a quem nunca dei o adjetivo de "mega inteligente") se sai com esta: "ah não gostas disto mas estás a comer carne!"

    O meu cérebro ficou tão burro que nem consegui encontrar a forma certa de lhe responder (coisa que não costuma acontecer).

    Enfim, é como dizes, ninguém deve obrigar ninguém a nada mas no meu dia a dia convivo com muita gente com opções de alimentação diferentes e tenho a certeza que nem metade me consegue dar realmente um bom argumento para o ser.

    Por fim, deixo-te este artigo: http://pt.prepareforchange.net/2016/11/13/os-veganos-e-os-vegetarianos-acreditam-que-nao-matam-animais-mas-isso-nao-e-verdade/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente comentário RItinha :)
      Obrigada mesmo.
      Vou espreitar o link.
      Beijinho

      Eliminar
    2. LOL meu deus que coisa tão ridícula, que figura tão absolutamente ridícula. É óbvio que é hipocrisia teres pena de um cão e comeres uma vaca. Não são diferentes, só para ti. Tu só não comes cão porque não nasceste na china, se não comias. Nunca tiveste escolha nenhuma sobre aquilo que comes e sobre os animais com quem tens empatia. Isso é que te foi impingido e tu nem percebes. E esse link. god! I...just...cant...

      Eliminar
    3. Coisa ridícula é vir desrespeitar a opinião dos outros num post que promove esse mesmo respeito.

      Vocês só me dão razão: não sabem respeitar quem não é vegetariano/vagano e querem à força toda que a vossa visão prevaleça.
      CREDO!

      Eliminar
  10. Tenho uma colega vegana e tenho amigos vegetarianos.
    Nós lá em casa somos flexitarianos, por motivos de saúde e intolerãncias alimentares... exatamente porque não queremos atitudes ou ambientes fundamentalistas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hello.
      Não conhecia esse termo (obrigada :p). Fui pesquisar e percebi que tenho um amigo meu que também é flexitariano.
      Uma boa forma de gerir tudo, sem fundamentalismos.
      Beijinho*

      Eliminar
  11. Eu evito comer carne mas nunca fui hipócrita ao ponto de dizer que sou vegetariana. Até porque acontece, especialmente por ter alguém em casa que adora carne. Acho que cada um faz as suas opções :)

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exato. Também gostava de comer menos carne e mais peixinho e saladas, mas daí a dizer que sou vegetariana...
      Beijinho

      Eliminar
  12. Sendo assim eu sou vegetariana em part-time :P
    Tenho feito algum esforço para reduzir o consumo de carne e peixe, sendo que há dias em que nem como, mas é por mim e pela minha saúde e não pela opinião de ninguém.
    Produtos testados em animais é que fujo deles com o Diabo da cruz. Evito mesmo ao máximo. Mas, mais uma vez, faço-o por mim, alguns testes são desumanos e uma coisa é comer um animal por necessidade outra, completamente diferente, é sujeitá-lo a testes e experiências que por vezes são bastante cruéis.
    Concordo que todos têm o direito de falar, partilhar e sensibilizar no entanto ninguém tem o direito de apontar o dedo a ninguém.
    Respeitar é o mais importante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, respeitar é o mais importante :)
      Beijinho

      Eliminar
  13. Não sou vegetariana, mas confesso que já pensei ser! :)

    http://quase-italiana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostava apenas de reduzir o consumo de carne e eliminar as carnes vermelhas (impossível pela minha anemia).

      Eliminar
    2. Boas fontes vegetais de ferro são as leguminosas (com destaque para a lentilha, o grão-de-bico, o feijão e a soja), as castanhas e sementes (com destaque para as sementes de abóbora, de sésamo e a castanha de caju), os vegetais verde-escuros (especialmente a couve, agriões e espinafres), as frutas secas (damasco, ameixa e uva-passa).
      Os alimentos ricos em ferro devem ser ingeridos complementarmente com outros ricos em vitamina C que potenciam a sua absorção (morango, limão, laranja, kiwi, manga, tomate, etc) e desfasados dos inibidores, como o café, laticínios, chá.

      Eliminar
    3. Vou continuar a seguir os conselhos dos médicos que me seguem, porque eles não andaram a estudar 7 anos (ou mais) para nada. Sabem bem o que falam.

      Eliminar
    4. Sabes que não existe um pensamento único em medicina, certo? Vê o que diz a Direção Geral de Saúde sobre os regimes alimentares vegetarianos:
      https://www.dgs.pt/em-destaque/linhas-de-orientacao-para-uma-alimentacao-vegetariana-saudavel-.aspx

      Eliminar
    5. Não vou ler. Não me apetece ler nada sobre o tema. Prefiro não ler. Estou farta disso. Como disse em cima, vou continuar a seguir os conselhos dos médicos que me seguem e se eles acham que devo comer carne de vaca (para além de diversos vegetais e outras coisas), vou continuar a fazê-lo.

      Eliminar
  14. São opções que respeito totalmente e que adoraria conseguir seguir!!

    ResponderEliminar
  15. estes dois termos baralhavam-me sempre um pouco. Esta imagem é bem elucidativa, obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que também não sabia a diferença, tive de investigar ;)
      Beijinho*

      Eliminar
  16. Olha, poderia ter sido eu a escrever este post. Cada um com a sua opção. Aliás, todas elas são discutíveis e creio que agora é moda ser vegan.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é o que eu também acho... Moda.
      Beijinho*

      Eliminar
  17. Não sou vegetariana. é verdade que agora como muito pouca carne mas porque me sinto cheia, não porque tenho pena, da vaca, do porco, da galinha que matam para eu comer. Porque no fundo nós fazemos parte de uma cadeia alimentar. Respeito quem defenda a teoria, e respeito quem não a denfenda. Mas acho que quem a defende deve ler a coisa a sério. e nao "matar as saudades". Tenho feito imensos pratos vegetarianos e tentado saber mais sobre isso, porque me disperta interesse e acho os pratos saborosos. mas apenas isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com o teu comentário.
      Tal como tu, também eu tenho curiosidade em comer certos pratos desses tipos de alimentação, porque são bastante apetecíveis e sem dúvida saudáveis, no entanto longe de mim de querer seguir esse tipo de alimentação.
      Mas sim, a serem que sejam a sério, sem saudades.

      Eliminar
  18. Acho que tens de ter mais tolerância, mudar de alimentação, como tu deves saber, é complicado. Dizeres que são falsos vegan porque foram a um rodízio num aniversário é como dizeres que alguém que se deixou ir pelos abusos do Natal não está mesmo a seguir uma dieta.
    Eu sou apologista que se deve comer de tudo um pouco, tento ter uma alimentação relativamente equilibrada, mas há alturas em que me custa e isso não faz com que esteja menos determinada.
    Agora se tivesses dinheiro (sim porque os produtos são mais caros), não irias optar por produtos que não fazem testes em animais e comer carne de animais felizes e ovos de galinhas que passeiam livremente?
    Não falo em produtos biológicos porque na realidade esses produtos são extremamente nocivos ao ambiente! Porque para conseguirmos a mesma quantidade de produtos precisamos de 3x mais espaço, conclusão desflorestação..
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É difícil ter tolerância quando somos quase obrigados a algo só porque os outros são.
      Beijinho

      Eliminar
    2. Só és obrigada e lidares com pessoas assim ;)
      Tenho amigos vegan e vegetarianos e não me chateiam, sim às vezes brincamos mas nada de imposições. Deixei de ter pessoas na minha vida que me impõem coisas...
      Estou só a dizer para respirares fundo, não te deixares afectar e que eles tb são gente e irão ter pontos fracos (mesmo que por vezes não queiram admitir)

      Eliminar
    3. Então pões cara de paisagem e manda mentalmente dar uma volta ;)

      Eliminar
    4. :) Lá tem de ser muitas das vezes xD

      Eliminar
  19. Como disseste, e bem, a nossa liberdade acaba quando começa a liberdade dos outros. E os mais de 180 biliões de animais que morrem por ano que o digam: a liberdade deles, bem como as suas vidas, terminam por nós acharmos que temos o direito de os encarar como propriedade nossa. Nós olhamos para certas culturas com desprezo por estas comerem animais que gostamos e cujos laços de afecto estabelecemos com eles e, por isso, consideramos macabro como tais culturas possam explorá-los para comê-los, mas nós fazemos isso com outros animais que possuem características sencientes similares a esses. Matar um animal para comer pode ser uma questão de escolha para nós, mas não é para esse animal. Nenhum animal quer ser explorado. Nenhum animal quer morrer. Se nós amamos uns e comemos outros é porque fomos ensinados, desde a infância, de que certos animais existem para determinados fins, seja para serem amados ou comidos: se olhássemos exclusivamente para o que eles são, essencialmente, despindo-nos das nossas visões antropocêntricas, nunca na vida teríamos coragem para fazer o que fazemos com eles. Nem metade. Mas como estamos tão acostumados a reflectir piramidalmente (onde nos encontramos no topo em relação aos restantes seres existentes), acabamos por aceitar que assim seja, que é natural, que é normal e que é necessário.

    Espero que não sintas dureza nas minhas palavras e que não penses que te estou a atacar: estou a dialogar contigo pacificamente, embora fazê-lo de forma escrita acabe por deixar escapar muitas vezes esse pormenor que tanto azo dá a discussões. Ademais, nem nos conhecemos sequer: ofender-te só por termos considerações diferentes sobre um propósito ético seria minimamente ridículo (e por isso mesmo não concordo com os ataques que algumas pessoas fazem e que até deste exemplos; isso só mostra como tais ataques acabam por deixar os outros ainda mais furiosos com a causa animal, tornando esse tipo de atitude contra-producente). Só te peço, encarecidamente, que vejas alguns documentários e que leias um pouco mais sobre o assunto. Nada mais. Esquece o pessoal que decide deixar de comer animais porque está na moda, do pessoal que auto-endeusa-se e acaba por metralhar toda a gente, blá blá blá. Simplesmente pega em ti, e só em ti, e cogita se vale realmente a pena continuar a fazer x e z.

    Um beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei do teu comentário.
      E tens razão, se toda a gente fosse como tu, havia menos gente enfurecida.
      Mas não, eu estou dentro do tema, já vi alguns documentários, já li sobre o assunto e mantenho a minha opção, respeitando sempre as opções dos demais.
      Obrigada pelo comentário.
      Beijinho

      Eliminar
  20. Boa Tarde, o veganismo é uma hipocrisia. passo a explicar. uma simples lâmpada acessa, significa a morte de animais. como? sim. a barragem que produziu essa energia, inundou o habitat de milhões de animais. uma folha de papel exigiu o consumo de 10 litros de água. um automóvel? um medicamento? uma casa? os veganos não utilizam nada disto? e quantos animais são sacrificados para se plantar uma alface? bem....podem pensar que estão a fazer um grande bem ao mundo, mas não são capazes de abdicar dos luxos que tem. concordo que carne a mais faz mal, mas alegar compaixão ou motivos médicos, é ignorancia. pmdal1976@gmail.com

    ResponderEliminar