DOMINGOS NA FARMÁCIA #18

10:00

Hello hello :)
10h da manhã, domingo: rubrica em parceria com a Farmácia Nacional. Temos connosco novamente o Dr. Ricardo Rodrigues, da Farmácia Nacional, para nos falar de mais um tema super atual e que levanta muitas dúvidas: a vitamina D.
Desde já, eu e o Dr. Ricardo Rodrigues da Farmácia Nacional, agradecemos todo o vosso feedback a esta rubrica semanal.
Deixo-vos com o tema:

Recentemente, tem havido cada vez mais estudos que provam que a população portuguesa apresenta um défice de vitamina D, sendo esta percentagem maior durante o Inverno. Algumas pessoas negligenciam a importância da vitamina D na nossa saúde e quais os benefícios para o nosso organismo mas hoje esclareço-vos quanto a este assunto.

Porque é que a vitamina D é assim tão importante para nós?

A vitamina D desempenha funções ao nível da imunidade, reprodução, secreção de insulina e diferenciação dos queratinócitos (células que integram a epiderme). Está também envolvida no transporte ativo de fosfato no intestino e na homeostase (equilíbrio) do cálcio (em conjunto com a hormona paratiroideia, pode provocar perda de cálcio nos ossos e aumentar a reabsorção renal de cálcio e fosfato). Quem nunca ouviu falar que, quem toma cálcio, precisa da vitamina D “para fixar o cálcio aos ossos”?

Podemos obtê-la a partir da comida?

Sim. Podemos encontrar, por exemplo, na gema de ovo, fígado, natas, leite e óleos de peixe. Tal como já referi, existe uma deficiência de vitamina D na população portuguesa. Ao todo, 65% da população portuguesa tem falta de vitamina D e 15% (aproximadamente) apresenta mesmo deficiência grave da mesma, variando estes valores consoante as estações do ano. Para quem não faz a mínima ideia, este valor é gravemente alto, principalmente num país em que há tanto sol e grande exposição solar como o nosso.

O que poderá estar a levar a esta deficiência?

Possivelmente, uma deficiente exposição solar. É recomendada a exposição solar durante 10 a 15 minutos, todos os dias. Quem nunca ouviu dizer ou tem um familiar que foi a uma consulta e o médico “prescreveu” expor-se ao sol durante 10 a 15 minutos, sem protetor solar aplicado? Precisamente por causa da vitamina D ser produzida a partir da exposição aos raios ultravioleta.

Há problemas quando há deficiência de vitamina D?

De acordo com os especialistas, a falta de vitamina D está associada a um maior risco de infeções, doenças autoimunes, oncológicas e cardiovasculares, manifestando-se através de sintomas como sensação de cansaço, falta de energia, dores musculares, pele e boca mais seca, entre outros.

Haverá forma de “contrariar” esta deficiência?

Sim. Para além dos 10 a 15 minutos diários de exposição solar, podemos complementar esta medida com a toma de suplementos alimentares de vitamina D (preferencialmente a principal forma – vitamina D3).

Que suplementos?

Bom, o único suplemento de vitamina D que não necessita de receita médica é da PharmaNord e chama-se BioActivo Vitamina D. Podem encontrar este suplemento à venda no site da Farmácia Nacional por apenas 8.80€, sendo que podem comprar com desconto colocando o código minnieme (uma promoção referente aqui ao blogue) :)


E assim nos despedimos do Dr. Ricardo Rodrigues da Farmácia Nacional. Até para a semana Dr. Ricardo.

Também podes gostar de...

6 comentários

  1. Muito bom! Fico a aguardar o próximo post :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes posts são excelentes para sabermos um pouco mais...
      Beijinho*

      Eliminar
  2. Obrigado pela dica, gostei de saber mais informações acerca da vitamina D!
    beijinhos, The Fancy Cats | Giveaway - Livro Infantil | Giveaway Japan Candy Box

    ResponderEliminar
  3. Dificilmente tenho vitamina D na comida visto que não como fígado, natas, leite e óleos de peixe e ovos raramente. Apenas bebo leite de soja, enriquecido com vitamina D. E sol claro, muito sol! :)

    http://free-colors.blogspot.pt/

    ResponderEliminar