A POLÉMICA CONTINUA!

12:33


Há uns dias, escrevi aqui no blogue um post sobre a educação sexual em Portugal onde abordava a forma como quer os pais, quer as escolas, se descartavam de educar sexualmente as crianças portuguesas. E estava longe de imaginar a polémica do post... Alguns comentários no post, outros comentários por e-mail e mais alguns por messenger e muita gente que se absteve de comentar, que eu bem sei ;)

Alguns esclarecimentos da minha parte...
É evidente pelos comentários que recebi que pouca gente teve de facto educação sexual na escola, pouca gente ou nenhuma, porque palestras repetidas ano após ano sobre colocar preservativos, não é educar para a sexualidade (já é alguma coisa, mas não é 2h no ano que fazem a diferença que precisamos). E mais, normalmente estas sessões são levadas tão na palhaçada que no final das mesmas pedem a 10 jovens para vos explicarem como se faz e 9 não sabem.
Para mim, depois destas notícias e dos comentários que li, tenho que dizer que é sem dúvida mais importante educar primeiro os pais e só depois os filhos, porque como conseguimos nós educar as crianças se os país sabotam o nosso trabalho?
Para que esta sabotagem não aconteça é importante que a instrução sexual seja feita nem só pelos pais, nem só pela escola... Deve ser feita em harmonia com as duas partes, de mãos dadas. Nenhum tem mais obrigação que o outro.
A Noruega, país onde são emitidos programas de educação sexual na televisão em canal aberto, é o país com uma das menores taxas de gravidez na adolescência. Sem tabus, prevenção é evidentemente igual a menores taxas de gravidez na adolescência. E Portugal? Em média 5000 raparigas são mães adolescentes... Pois! Viva o tabu no nosso país!
E a pílula do dia seguinte minha gente? Ahhhh essa maravilha que é utilizada quase como um comprimido para a dor de cabeça pelas nossas jovens adolescentes... Sabiam que há imensas raparigas a utilizar a pílula do dia seguinte CONSTANTEMENTE como pílula preventiva? Sabiam? Sabiam que muitas não fazem ideia que esta pílula é um contracetivo de emergência e utilizam como contracetivo normal? Pois... Porquê? Porque os pais retrogrados e a escola não fazem o seu trabalho no que respeita à instrução da sexualidade.
A coisa que mais me choca: as pessoas acharem que educação sexual é ensinar a fazer sexo. Não digam isso a ninguém please... Dá-me muita vergonha alheia! MUITA MESMO! Sexualidade é ensinar tudo o que tem que ver com a nossa sexualidade, ninguém vai ensinar o kamassutra às crianças, ok?
Sim, ainda há pais decentes que instruem sexualmente os seus filhos, calma :) GRAÇAS A DEUS.

Desculpem se vos choquei com algum destes dados mas isto minha gente... É A REALIDADE DE PORTUGAL!

NÃO SERÁ MELHOR EDUCAR SEXUALMENTE AS CRIANÇAS PARA NÃO TERMOS QUE LIDAR COM TAXAS ASSUSTADORAS DE GRAVIDEZES NA ADOLESCÊNCIA OU INFEÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS?

Publiquei o post no dia 08 de dezembro e nele falei do exemplo da Noruega, um país que educa sexualmente as crianças através da televisão pública. E quem faz notícia no dia 12 de dezembro sobre estes vídeos, alegadamente polémicos? Isso mesmo: o correio da manhã! Quem mais não é verdade? E eis que escreveram ESTA notícia mais sensacionalista do que outra coisa mas que termina de uma forma que evidencia o que eu penso:



NÃO ESTARÁ NA ALTURA DE DEIXARMOS OS TABUS DE LADO, DEIXARMOS DE SER RETROGRADOS E EVOLUIRMOS POSITIVAMENTE NESTE CAMPO?

Acho que chega de sermos sempre notícia lá fora pelos piores motivos, por estarmos sempre no topo da lista das coisas piores... Deixemos as mentes fechadas, deixemos de ser tontinhos... As crianças levas tudo isto com muito mais naturalidade do que qualquer adulto...

Será que não deveríamos começar por educar mesmo os adultos?


Fica a dica... Quero saber opiniões desse lado.
Beijinho*

Também podes gostar de...

0 comentários