Q&A - Adoção (RESPOSTAS)

11:20


Olá olá :)



Hoje trago-vos as respostas a todas as vossas perguntas :)
Lançei-vos o desafio AQUI para poderem perguntar o que quisessem, vocês perguntaram e eu estou aqui para responder!
ATENÇÃO QUE O POSTE É LONGO!

Querem saber tudo?

Antes de mais as minhas respostas aparecem a azul. E depois como as pessoas que fizeram as perguntas vão poder reparar, reduzi os vossos comentários às perguntas :)

Clara Bóia: O que dirias a uma pessoa que te dissesse na cara "eu não conseguiria adotar uma criança que não conheço e não tem o meu sangue" ou "eu acho que adotar uma criança é um ato de egoísmo do casal que não pode ter filhos e quer ter só porque "é normal" ter filhos.
Diria "que Deus te permita ter filhos para nunca teres de adotar uma criança e fazê-la infeliz"... Sim porque pessoas com esse tipo de pensamento só poderão vir a ser maus pais adotantes... E infelizmente isso acontece. Por isso, desejo que as pessoas que pensam dessa forma possam ter filhos para não terem de adotar!

Clara Bóia: Há pessoas que ficam sempre com aquela vontade de conhecer os pais biológicos... Tens essa vontade? Se sim, ou não, porquê?
Conheço-os... Ou melhor, conheci-os. Durante algum tempo a minha mãe adotiva fazia questão de manter o contacto com eles e de proporcionar que me vissem, mas quando cheguei aos 9/10 anos pedi à minha mãe (adotiva, mãe é sempre a minha única mãe, a minha mãe adotiva que me criou!) que não me obrigasse mais a estar com aquelas pessoas... Porque era uma obrigação, não sentia nada por elas...

Tulipa Negra: Com que idade foste adoptada?
Adotada adotada, um dia antes de fazer 18 anos. Confusa? Não fiques. Basicamente estava à tutela da minha mãe mas não estava adotada, porque a pessoas que me teve nunca compareceu no tribunal para deixar seguir o processo de adoção... Só em vésperas de fazer 18 anos é que consegui que o processo corresse e obter mesmo o título de adotada. Mas claro que me sinto adotada desde sempre... Acho que a palavra é só um rótulo... Adotada ou à tutela a minha mãe sempre foi a minha mãe!

Tulipa Negra: Os pais que te adoptaram têm filhos biológicos? Se tivessem achas que era algo que te iria incomodar?
Sou adotada só de mãe... Quando a minha mãe me adotou o marido dela tinha acabado de morrer nesse ano e ela nunca teve outro companheiro/marido. Mas sim, a minha mãe já tinha um filho, 11 anos mais velho que eu. E posso dizer-te que o meu irmão é das pessoas que mais amo no mundo! Não me incomoda nada como podes ver :)

Tété: Há curiosidade em conhecer pelo menos a história?
Eu conheço a minha história... A minha mãe biológica engravidou de mim e queria abortar e a minha mãe adotiva disse-lhe para não o fazer pois ficava comigo. E foi isso que aconteceu.

Tété: Ao longo do crescimento é um assunto de que se fale normalmente com os amigos, da mesma forma que se contam episódios com os irmãos ou o número de tios que se tem?
Sim, super normal... Costumo sempre dizer que sei que sou adotada desde sempre, pois a minha mãe adotiva dizia-me, apesar de eu na altura nem saber o que era... Até que fui para a escola primária e dizia a toda a gente que era adotada ahah :)

Tété: Nunca há aquele receio, nem que seja só durante um segundo e uma única vez na vida, de que os pais adoptivos se arrependam da decisão que tomaram?
Há... Infelizmente há. Não é receio é não querer problemas... Tenho medo de um dia ir na rua e me pegarem no braço e dizerem "és a minha filha"... Se me fizerem isso começo a gritar a dizer que me estão a assaltar. Não dou hipótese.

Tété: Cria-se facilmente a ilusão que um dia os pais biológicos aparecerão para nos querer conhecer, estar connosco?
Não, não há essa ilusão. Deus me livre!

Tété: Como reage a restante família (tios, avós, primos)?
Como sou adotada desde sempre nunca passei pela questão da adaptação à família nem sei bem qual foi a reação...

Tété: E quando há filhos biológicos, não se sente qualquer diferença?
Nenhuma nenhuminha... Eu tenho um irmão (filho da minha mãe) e nem admito que me perguntem "é de sangue?"... Respondo logo "porquê? tem mais amor para dar?". E para o meu irmão eu sou tudo.

Marlene Cardoso: É realmente necessário pagar para se poder adoptar alguém?
Honestamente não sei porque como podes perceber a minha adoção foi diferente... Nunca passei propriamente por um processo de adoção.

Marlene Cardoso: Porque é que há adopções que demoram anos a ser realizadas e outras são feitas em poucos meses?
Porque há os mais variados impedimentos: no meu caso a minha mãe biológica não me queria mas também nunca foi ao tribunal assinar a adoção... Esse pode ser um deles.

Marlene Cardoso: Ainda existem exigências feitas pelos pais biológicos quanto a escolha da família, ou isso é algo que já não pesa tanto?
Não faço ideia porque a minha adoção foi diferente...

Marlene Cardoso: E quão complicada é a adaptação numa nova família?
Não te consigo responder...

TheNotSoGirlyGirl: Como é que os teus pais te contaram que eras adotada. 
Como disse em cima, sempre me disseram "és adotada" e eu pronto, mesmo sem saber o que era sempre soube... Depois com os anos iam-me explicações... Mas tudo muito normal. Nunca foi um tema tabu em minha casa.

TheNotSoGirlyGirl: Foste adotada com que idade?
Desde o primeiro mês de vida.

P': Gostavas de adotar?
Não penso nisso. Mas se não puder ter filhos sim, adotar é uma escolha.

I: Achas que teres sido adotada noutra idade teria mudado a tua opinião à cerca da adoção?
Não sei... Se tivesse de passar numa instituição talvez... Talvez nem tivesse estudado, nem chegasse onde cheguei... Nunca vou saber.

I: Não te incomoda saberes que os teus pais não são os "verdadeiros pais"? Pensas sobre isso muitas vezes?
Para mim a minha mãe adotiva é a minha verdadeira mãe, foi ela que me criou e que fez de mim a mulher que sou.

I: Não tens curiosidade em saber como teria sido a tua vida caso tivesses ficado com os teus pais biológicos? 
Não.

I: Conheces os teus pais biológicos? Se não, gostavas? Se sim, o que achas deles? Percebes os seus motivos ou não consegues perdoá-los?
Conheço. Não acho nada porque como disse em cima, desde os 10 anos que não quis mais contacto com eles. Não percebo nem deixo de perceber os motivos, nem há nada a perdoar. Como disse a minha mãe adotiva é a minha verdadeira mãe, sinto que nunca tive outra pelo que os biológicos é como se fossem puros desconhecidos.

I: Alguma vez te sentiste rejeitada na tua família por não partilhares o mesmo sangue que eles?
Nunca.

Margarida: És orfã ou foram os teus pais que não quiseram/tiveram possibilidades de te criar?
Os meus pais não me "quiseram" e entregaram-me à minha mãe adotiva.

Margarida: Foste dada para adoção logo à nascença ou ainda viveste com os teus pais biológicos durante algum tempo?
Desde o primeiro mês de vida que estou com a minha mãe.

1001 julietas: Para você, como é ser adotado?
Não me sinto adotada. Sinto-me filha da minha mãe. Totalmente.

Também podes gostar de...

14 comentários

  1. Gostei muito de ler as tuas respostas :)

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelas respostas. Gostei muito desta tua iniciativa.

    ResponderEliminar
  3. Opah adorei este post. Não sabia que tinha havido uma recolha de perguntas mas mesmo assim gostei de saber estas tuas opiniões. Beijinhos

    http://aboemiacatita.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Um post intenso e muito pessoal sobre um tema bastante delicado. Gostei muito das perguntas e das respostas! ^^

    ResponderEliminar
  5. Gostei imenso de ler as tuas respostas, fez-me olhar de uma perspectiva para a adopção :)
    Beijinho,

    A Cerejinha ♥

    ResponderEliminar
  6. És muito corajosa em responder a perguntas em relação a este tema. Há muitas pessoas adotadas que não gostam de falar sobre o assunto.
    A filha da mulher do meu pai é adotada, mas ainda não sabe; já a irmã do D*, que é na realidade sua prima, também é adotada (e sabe) porque a mãe dela não era capaz de cuidar dela.

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito. É bom saber que não é um tabu, e também foi bom conhecer um pouco mais sobre ti :)

    ResponderEliminar
  8. Orgulho é o que sinto quando vejo este post. Orgulho na pessoa que és.
    A minha menina cresceu e é feliz da maneira que é =)

    ResponderEliminar
  9. Parabéns pela iniciativa e obrigada pelas respostas, acabaram por me esclarecer algumas dúvidas que tinha e deram a conhecer um pouco mais de ti :)

    ResponderEliminar
  10. Olá nomeei-te para uma tag :) http://ayellowrain.blogspot.pt/2015/09/tag-de-tudo-um-pouco.html

    Espero que gostes e espero pela tua participação. Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Tenho dois primos adoptivos e engraçado que nem penso neles como adoptados... são apenas os meus primos :)

    ResponderEliminar