Apresentações quinzenais...

09:45


Há dias fui fazer a minha apresentação quinzenal, qual José Sócrates, qual quê... E deparei-me com uma situação………………..(inserir adjetivo depois de ler o texto).

Uma senhora, com uns 50 anos, havia sido chamada pois existiam dois contratos de emprego disponíveis na área dela, ou seja, para além de ter um emprego à espera ainda podia escolher.
Sorte, certo? Errado! A senhora disse que ah e tal a empresa A não pagava e que não queria e que a empresa B pagava às prestações e que também não queria.

A mim pareceu-me evidente: A SENHORA NÃO QUERIA TRABALHAR! Gosta de estar em casa sem nada para fazer e a receber o subsídio que o estado paga!
Eu não acredito que as empresas que foram destacadas para ela, ambas tivessem problemas com a liquidação de ordenados, desculpem mas não acredito! Uma empresa que não paga, não procura funcionários através do centro de emprego!

A senhora que a atendeu? Teve muita calma, muita paciência… Eu cá tinha-a mandado à fava num instante!
Tanta gente à procura de trabalho e olha…

Também podes gostar de...

10 comentários

  1. o tipo de pessoas que eu mais gosto são aquelas que estão sentadas nos cafés, a gastar o subsídio de desemprego em cafés e tabaco, e depois queixam-se que o dinheiro não estica, que o Estado rouba, e que não há trabalho

    ResponderEliminar
  2. E quem quer trabalhar n aparece nada...

    ResponderEliminar
  3. Fico espantada com as histórias que aqui contas. Realmente há pessoas para tudo. A minha mãe trabalha como auxiliar de saúde com doentes mentais e foi um castigo para arranjar pessoas para lá trabalharem. Mas isso é ponto assente, cada vez mais as pessoas não querem trabalho, só querem emprego.

    ResponderEliminar
  4. Eu sou da opinião que deveria ser obrigatório aceitar quando é na área de residência. Assim é que existe muita gente a coçar a micose em casa a paparem subsídios e outros a trabalharem para eles.

    ResponderEliminar
  5. Ela não pode recusar trabalho assim, tem de haver provas que não pagam ou então acaba-se o subsídio...
    Mas trabalhar para não pagarem tb n... Até porque depois perdes o direito ao subsidio...
    Mas sim, pobre e mal agradecida e gente que não quer é trabalhar há aos montes!

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente é muita gente assim... preferem estar em casa a ganhar. Entende-se, que ganham quase tanto como se tivessem a trabalhar, mas ao menos trabalhavam!

    ResponderEliminar
  7. Pois digo te que aconteceu com a minha irmã. A, futura patroa, foi logo adiantando que estava crise e que pagava ao longo do mês. A funcionária que lá estava acrescentou que, por vezes, não recebia o salário todo...
    Trabalhar para aquecer???

    ResponderEliminar
  8. Oh, tantos que lá andam assim... o que é compreensível, a partir do momento que chegas a ganhar mais ao ficar em casa do que ao ir trabalhar, se arranjares uns biscates pelo caminho...

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente há muitas pessoas que preferem não fazer nada e receber o subsídio, o pior é que devem reclamar a viva voz que que não arranjam trabalho em nenhum lado... Realmente...

    ResponderEliminar