Gataria...

10:02

Como vos contei há dias, resolvi ter outro gato... Porquê? Porque as várias pessoas com quem falo me dizem todas o mesmo: um gato com companhia é um gato diferente, mais dócil, mais brincalhão e que os dois (ou 3, 4, 5 ou quantos quiserem ter) são grandes companheiros...

Então eu, farta que o meu gato fique sempre sozinho em casa quando vou trabalhar (e são muitas horas, acreditem), decidi ficar com um gatinho que ainda não tem 2 meses (está quase) e que é de uma ninhada de gatos dóceis... :) O gatinho chama-se Sushi e é um fofinho que só ele. Querido, querido, querido.

Ora eu esperava que o pequenito chegasse cá a casa e rejeitá-se o Tom, mas fui surpreendida... O Tom é que rejeitou o Sushi! Assanha-se, faz-lhe uma espécie de rosnar e afasta-se dele... Tentámos aproximá-los e ainda fui mordida (muito a sério) pelo Tom... No primeiro dia de Sushi cá em casa mordeu-me na perna... 

4 dias depois estão uns fofitos que só eles e não sendo os melhores amigos (visto que o Tom nem o deixa comer ao mesmo tempo) já dormem juntos :)

Também podes gostar de...

7 comentários

  1. Opá, Sushi? ;) que nome original, e eu adoro sushi portanto de certeza que ia adorar o teu gatinho novo (e também amo gatos *.*) eheh

    r: pois, eu sou mesmo dura com toda a gente :s

    ResponderEliminar
  2. Chamaste-lhe mesmo Sushi? Eheh fico contente por teres gostado da minha sugestão :)

    ResponderEliminar
  3. É sempre assim! A Rosita veio cá para casa primeiro e andava muito sozinha. Quando veio a Flor, andava sempre a assanhar-se, mas agora não se largam. Andam sempre juntas, partilham a camita, dão miminhos... xD

    ResponderEliminar
  4. Isto com os gatos é um processo muito gradual. Normalmente o gato que já existia primeiro sente que o seu território está a ser invadido, mas lá está, primeiro estranham, depois entranham :)

    ResponderEliminar
  5. tiveste muita sorte!! 4 dias é quase um record.
    é normal que tivesse sido o gato mais velho a rejeitar o novo; o novo é um intruso, está a roubar atençao da dona, comida dele, espaço dele

    A mãe da minha Serena e a mae adotiva da Serena conheceram-se quando uma tinha 2 meses e a outra dois anos, respetivamente. só se começaram a dar bem passados, hum, 4/5 anos, sem exagero

    ResponderEliminar
  6. Tens de o mostrar aqui princesa :)

    R: vou fazer 21 ainda ahah :p

    ResponderEliminar
  7. Que queridos, os gatos são mesmo assim, têm o seu tempo, mas acabam por se dar bem. Não podemos é forçar o aproximamento. Eu também tenho dois e os primeiros dias não foram muito fáceis :p

    ResponderEliminar