Blogue meu, blogue teu... #3

16:00


Aqui estou eu para vos mostrar a minha terceira entrevistada, a Gelatina de Morango :)
O blogue da Gelatina é apropriado para quem como eu AMA Londres e viagens no geral (encontram por lá Londres, Paris, Nova York...), é um blogue que dá gosto de ler, tem emoção por parte de quem escreve, nota-se que adora o blogue e as publicações transmitem totalmente aquilo que a Gelatina é :)

Deixo-vos com a entrevista e convido-vos a IREM VISITÁ-LA (se é que ainda não foram) :) 

1. Porquê o nome de Gelatina de Morango? 
Foi mesmo muito difícil escolher o nome do blogue porque tinha a sensação que já existiam todos e mais algum. Todos os que me surgiam na cabeça procurava e já existiam. Um dia surgiu este, nem me lembro como, e como me pareceu bem e não havia nenhum não pensei mais. 

2. O que é que te levou a criar o blog? 
Sempre gostei muito de escrever sobre tudo e mais alguma coisa, e é muito mais giro escrever num blogue, onde podemos ter feed back dos leitores. 

3. És uma pessoa aventureira, quem lê o teu blogue pode confirmar isto; sentes que és capaz de tudo para seres feliz ou achas que já lá vai o tempo? 
Confesso que às vezes o comodismo fala mais alto do que a vontade de arriscar. Mas se estiver verdadeiramente infeliz (foi o caso em 2010, quando decidi mudar por completo a minha vida) aí a coisa muda de figura e sim, sou capaz (se não de tudo, pelo menos) de muito para ser feliz. 

4. Conheci-te algumas viagens ao longo do teu blogue... Qual aquela que mais destacas e porquê? 
É difícil escolher entre França e Londres porque foram duas experiências completamente diferentes uma da outra. A primeira porque me deu uma família e uma grande amiga de quem ainda hoje gosto muito e mantenho contacto, e porque foi a primeira, aquela que me tirou do buraco escuro onde me sentia na altura. Mas se tiver que escolher uma, a verdadeira é que foi em Londres que fui mais feliz. Diverti-me tanto, mas tanto em Londres! 
(já agora, Nova Iorque também foi muiiiito especial porque era um sonho antigo, mas mais uma vez, tendo que escolher uma, escolho Londres. mas fica aqui o top 3 ;))

5. De onde apareceram as Marias que tanto falas no blogue? Já se conheciam? São muito unidas, mesmo estando longe isso nota-se. 
As Marias na verdade são quatro (apesar de nos últimos tempos falar mais com duas delas apenas, que são as mesmas que viveram a aventura londrina comigo). Conhecemo-nos na faculdade e foram sem dúvida o melhor dos meus cinco anos de curso. São amigas para a vida!

6. Primeiro terras francesas, depois terras de Sua Majestade... Qual dos locais preferiste (ou ainda preferes) e porquê? 
Ups, já respondi na pergunta n.º 4 =). Se tiver que escolher um é Londres. 

7. O que te fez largar tudo e ir com as Marias para Londres? 
O momento em que larguei "tudo" (um tudo que era pouco na altura, sentia-me tão perdida e sem nada a que me agarrar. a família, essa, já estava longe de qualquer das formas, em Lisboa ou num país estrangeiro, já que estão praticamente todos na Madeira, a minha terra) mas como dizia, o momento em que larguei tudo foi o momento em que fui para França. E isso aconteceu porque, como disse, estava a viver uma fase muito má na minha vida. Tinha acabado o curso há pouco tempo e não sabia o que fazer com ele (tirei Direito, praticamente todos os meus colegas foram fazer estágio de advocacia, e eu não queria de todo isso para a minha vida), tinha acabado um namoro de 10 anos, sentia-me sem objectivos na vida. Foi uma fase em que perdi toda a alegria de viver que me caracterizou sempre (nuns momentos mais que noutros, claro, mas sempre). 

8. Foste muito feliz em Londres, isso nota-se ao longo de todos os teus posts dessa aventura... A decisão de vir embora não foi fácil, mas porque não optaste por ficar lá?
Numa fase em que era (ainda é) tão difícil encontrar um emprego seguro e bem pago na área de formação (pelo menos para primeiro emprego, com a minha idade), consegui passar num concurso público para o qual me tinha inscrito ainda antes de ir para França, para trabalhar na Inspeção Tributária enquanto jurista. Não podia ter abdicado desta oportunidade para continuar a servir cafés em Londres. Por mais que eu fosse feliz lá - que era - não foi para isso que estudei 5 anos na faculdade.

9. Entretanto, e algumas aventuras depois, encontraste o amor da tua vida... Mesmo depois de dizeres 300 vezes no blogue que achavas que isso não ia acontecer nunca. Como foi? 
Costumo dizer que nós temos das histórias de amor menos românticas de sempre porque nos conhecemos nas Finanças (entrámos ambos no tal concurso da Inspeção Tributária), local onde trabalhamos ainda hoje (como costumo dizer, esta é a parte em que deixam todos de gostar de mim ;)). Ou seja, deixei Londres a muito custo para começar no trabalho que me iria dar a conhecer o amor da minha vida. E nem que seja só por isso valeu muito a pena ter voltado para Lisboa =).

10. Neste momento sentes-te uma mulher realizada ou falta-te alguma coisa? Neste momento posso dizer que tenho tudo o que preciso para ser feliz. Claro que faz parte da natureza humana querer sempre mais, e acho que isso até é saudável, mas também é bom darmos valor ao que temos. E o que eu tenho é muito, mesmo! 

11. Se pudesses voltar atrás o que mudavas na tua história? 
Poderia dizer que não teria tirado o curso que tirei, porque não me realiza de todo profissionalmente, mas tendo em conta que foi o curso que acabou por me dar a conhecer o meu amor e as minhas Marias, não mudava nada! 

12. Tu, mulher destemida que és, o que aconselhas a todos aqueles que têm planos e não avançam por um qualquer motivo?
Pergunta difícil esta. Para dizer a verdade nem sei bem como se faz. Desde que me lembro que as decisões mais importantes da minha vida, aquelas que sei mesmo que quero muito, não são muito reflectidas. Tomo-as e pronto. Foi assim com a tatuagem que tenho: decidi fazê-la e em poucos dias estava feita. Foi assim com a ida para França: decidi num dia que queria ir e em menos de uma semana tinha tudo tratado com a família que me acolheu. E não sei bem o como nem o porquê destes meus avanços. Acho que quando queremos mesmo as coisas não há motivos que nos impeçam. 

13. Para as pessoas que ainda não te conhecem, o que podem esperar de ti e do teu blogue? 
Uma rapariga simples, igual a tantas outras, que gosta de fazer desporto e ser saudável, que é (muito!) gulosa por doces principalmente, que adora usar roupa nova e passear pelo mundo. 

14. Quais são os teus objetivos num futuro próximo? 
Para já, pode manter-se tudo como está na minha vida que está muito bem assim =).  

15. Como te vês daqui a 5 anos? 
Provavelmente já fazendo parte de uma família de 3 (ou 4, quem sabe?) a viver já não em Lisboa (a muito custo, porque adooooro Lisboa) mas mais a norte, mais perto da família de senhor namorado (porque isto de criar uma família completamente sozinhos sem ajuda de familiares é coisinha para me assustar bastante. mais até do que a ideia de deixar Lisboa) 

16. O que achas que te faz mais falta neste momento? 
Como já disse neste momento não me posso mesmo queixar. Só quero que aqueles que eu amo continuem perto de mim (ainda que por vezes -muitas mesmo - não geograficamente), saudáveis e felizes. 

17. Do que é que te arrependes?
Não tenho grandes arrependimentos. O facto de não me vir nenhum à cabeça neste momento é a prova disso =). 

18. Diz-nos quatro motivos pelos quais devemos visitar o teu blog (eu não preciso porque apaixonei-me por ele) :) 
Já te disse que és uma querida sôdona R*? Já? Não faz mal, digo outra vez!
Quanto à pergunta: se gostarem de ler parvoíces e afins sobre tudo e sobre nada, partilhadas por uma apaixonada por roupa, livros, viagens e desporto, sejam muito bem-vindos ao meu espaço =)!

Um beijinho especial à R* e obrigada pela simpatia e por me ter escolhido para esta rubrica =)

Também podes gostar de...

6 comentários

  1. cada vez tenho mais vontade de ir a Londres pá xD

    ResponderEliminar
  2. Adorei ler! Ajudou o facto de ter um carinho especial pela Gelatina. :)

    ResponderEliminar
  3. Não sabia que fazias entrevistas!

    ResponderEliminar
  4. Adorei! Já tinha ido espreitar o blog dela, porque já o tinhas mencionado antes e pronto, fala-se de Londres e eu estou lá!
    Acho que foi o meu "Blog meu, blog teu..." favorito!

    ResponderEliminar
  5. Acho imensa piada a estas entrevistas. :D

    ResponderEliminar