Caixa prioritária...

09:30



No sábado fui com o namorado às compras, ao Continente do Fórum Coimbra, que quem conhece sabe que é enorme e tem montes de caixas de pagamento. 
Eram 17h e pouco e aquilo estava com montes de gente, as caixas tinham 3 e 4 pessoas em espera, uma coisa mesmo de deixar de boca aberta!

Dirigi-me a uma caixa e fui informada que esta estava para fechar, achei inacreditável como é que se fecha uma caixa com tanta mas tanta gente à espera, mas calei, engoli e dirigi-me à caixa ao lado.
Coloquei as coisas no tapete e pronto, lá estávamos nós à espera da nossa vez de pagar. Estava a Srª da frente a meio das suas compras quando surge uma mulher (só chamo srª a quem de facto o é) por trás do funcionário e diz de forma arrogante "esta caixa é prioritária e eu tenho um bebé de 10 meses comigo, quero passar à frente" e eu fiz que conta quem nem era nada comigo porque se ela queria passar à frente deveria ter-se dirigido a mim e ter pedido para passar educadamente. Nisto, ela dirige-se a mim e diz que vai passar à frente (e eu ainda sem ver bebé nenhum)! Ao que lhe respondi que não retirava NADA de cima do tapete! Que fizesse como quisesse mas que eu não tirava! Ela apressa-se a ser mal educada e a passar, eis então que surge um bebé no carrinho, confortavelmente sentado e mais 4 garotas (que suponho que eram filhas) com o miúdo! Eu apressei-me a dizer que ela devia era ter consciência porque a minha mãe NÃO TEM UMA PERNA e mesmo assim NUNCA PASSOU À FRENTE DE NINGUÉM na caixa prioritária, nem mesmo quando já nem aguenta com dores, mas que a consciência era dela. Sabem o que é que a mulher me respondeu? Que eu é que devia ter consciência! -.- Ora essa!
A melhor coisa? É que esta mulher sem noção não deixou sequer que a srª à minha frente terminasse a sua compra, fez o funcionário colocar a compra em pausa para passar. 
Digam-me, acham isto normal?

Eu não sou a favor das caixas prioritárias porque acho que prioridade todos nós damos em qualquer sítio quando vemos que são pessoas grávidas, deficientes, com miúdos AO COLO... É uma questão de civismo, e as caixas prioritárias só fazem com que 1º não sejam usadas da forma correta e 2º muito boa gente se aproveite! Sim, porque estar grávida de 2 semanas também não é motivo para passar à frente de ninguém!!! Mas pronto, é a visão de quem tem uma mãe que não tem uma perna, que por vezes não pode mais estar em pé e NUNCA usufruiu destas vantagens manhosas!

Também podes gostar de...

8 comentários

  1. Tb acho isso dar prioridade "obrigatória" um bocado parvo. No entanto, acho que devia de haver só uma caixa, sempre aberta, e só para essas pessoas (grávidas e afins). Acho que as pessoas com o mínimo de civismo até oferecem o lugar na fila. Eu por exemplo não tenho problema nenhum de o fazer até quando a pessoa em questão nem está grávida e afins mas quando tem só um produto ou dois e eu um carinho ou cesto cheio. Cabe a cada um. Infelizmente civismo é uma coisa que essa "senhora" não tem.

    ResponderEliminar
  2. Realmente isso das prioridades é (ou devia ser) mais uma questão de bom senso do que outra coisa, mas enfim... Quantas vezes na loja do cidadão, a mesma criança anda de colo em colo e serve para não sei quantas pessoas passarem à frente, é surreal.

    Com a primeira parte é que já não concordo tanto. Independentemente de haver muita ou pouca gente à espera, os funcionários têm o seu horário de trabalho e não têm de ficar depois da sua hora só porque há clientes com pressa. Eles próprios também podem ter pressa para fazer outras coisas, é a vida. Digo isto porque também na farmácia as pessoas se insurgem quando há alguém à espera e nós saímos. Mas o atendimento ao balcão é um emprego como outro qualquer, com horários de entrada mas também de saída. ;)

    ResponderEliminar
  3. O que me chateia nessas situações, é que às vezes as pessoas até têm direito à prioridade, mas são tão arrogantes e mal educadas. Este tipo de pessoas confundem as caixas prioritárias, com caixas exclusivas. Quando se tem prioridade, é um direito, a pessoa que está à frente tem que a dar. Mas podemos falar com educação, e já que é um direito, pedir educadamente, pois a resposta é obrigatoriamente positiva.

    ResponderEliminar
  4. O que me chateia nessas situações, é que às vezes as pessoas até têm direito à prioridade, mas são tão arrogantes e mal educadas. Este tipo de pessoas confundem as caixas prioritárias, com caixas exclusivas. Quando se tem prioridade, é um direito, a pessoa que está à frente tem que a dar. Mas podemos falar com educação, e já que é um direito, pedir educadamente, pois a resposta é obrigatoriamente positiva.

    ResponderEliminar
  5. Meu deus, esta gentinha aproveita tudo para quê? Ter mais dez minutos para aproveitar? Acham que têm todos os direitos do mundo só porque sim mas depois esquecem-se que todos temos o direito ao respeito e o dever de respeitar. Pedir educadamente não custa nada. E esperar, quando lhe era evidentemente possivel, também não custa. Toda a gente tem bom senso e, se realmente houvesse motivos para passar, as pessoas deixavam com todo o gosto. Mas também, pedir para parar a compra que já estava a ser feita? Isso já é demais!

    ResponderEliminar
  6. Por acaso não concordo contigo. <=)
    As caixas prioritárias ou exclusivas dão de facto jeito a quem está grávida ou tem alguma deficiência, pois nem toda a gente tem civismo para as deixar passar em caixas normais. Assim são criadas caixas especiais onde pelo menos as grávidas e deficientes sabem que ali os outros são obrigados a ter esse civismo e a deixar passar.

    E tem atenção que a prioridade é para mães com crianças DE colo (ou seja, que não se deslocam sozinhas), e não AO colo. Ou seja, se aparecer alguém com um bebé de 2 semanas num carrinho tem prioridade, ao passo que alguém com uma criança de dez anos ao colo não tem. O facto do bebé no carrinho, que até pode estar a dormir, ter prioridade deve-se ao facto de a qualquer momento ele poder acordar com fome ou ter a fralda suja, e escusa uma mãe de estar numa fila imensa enquanto o bebé chora.

    Eu não estava contigo e não sei o tom com que essa senhora falou e muito provavelmente foi demasiado arrogante, mas acredita que muita gente faz o que ela fez (dirigir-se à pessoa que atende) porque há muitas pessoas que numa fila de caixa prioritária não deixa passar quem de direito. Armam-se autênticos escândalos quando uma grávida, uma mãe ou um deficiente pede para passar, por isso as pessoas já optam por simplesmente informar a pessoa da caixa, e é esta que tem a obrigação de informar as pessoas que estão à espera que aquela pessoa em questão tem o direito de passar em frente.

    No caso da tua mãe, e desculpa pois não quero ferir susceptibilidades, a questão é que ela tem um direito que opta por não usar. É como as senhas prioritárias num serviço público. Elas existem pois há quem tenha de facto o direito de as usar. O facto de não as usarem, não significa que possam obrigar os outros a prescindir de um direito que é deles.

    Ou seja, a tua mãe pode optar por não usar esse direito que é dela, mas isso nunca poderá ser motivo para que ela ou tu achem que os outros também não deveriam usar. Não é trapaça, não é engano, não é batota, é um direito dado a grávidas, mães de colo e deficientes, que são livres de o usar ou não (é como o voto: tens o direito de votar, podes decidir não o fazer, mas não podes criticar quem exerça o seu direito de voto).

    Por fim, mesmo que já tenhas as coisas no tapete, tens de ter noção que se estás numa caixa prioritária, és obrigada a deixar passar quem aparece em certas condições, mesmo que te surjam seis grávidas e 3 pessoas de cadeira de rodas, e isso implique que vais ali demorar mais uma hora. Eu raramente vou para as caixas prioritárias por isso mesmo: porque sei que me arrisco a demorar mais nelas do que nas outras, pois nas outras ninguém tem o direito de passar à minha frente. Eu geralmente deixo passar quem tem menos coisas do que eu ou até mesmo grávidas ou mães de crianças que estejam nas filas normais, mas é uma opção minha e não uma obrigação.

    Agora, claro que o facto de as pessoas terem o direito de te passarem à frente nessas caixas, não significa que tenham o direito de ser arrogantes e mal-educadas e contra esse comportamento tu tens o direito a sentires-te chateada. :)

    ResponderEliminar
  7. É por estas e por outras que eu evito as caixas prioritárias... mas comigo normalmente é ao contrário, eu ofereço-me para deixar as pessoas passarem-me à frente e elas dizem para deixar estar lol é o meu karma... se bem que nunca estamos livres da má educação de algumas pessoas.

    ResponderEliminar